Campo de ferias

Nos seus primeiros anos, a Fundação exerceu a sua actividade como uma pequena família, numa metodologia adaptada aos objectivos de benemerência e caridade social. Modificaram-se, entretanto, os conceitos aplicáveis ao ensino e à gestão, evoluindo positivamente o número de crianças e o número de colaboradores especializados. A par desse desenvolvimento, os métodos e os objectivos do projecto educacional da Fundação foram tomando nova forma e levando os seus dirigentes a novas e sérias apostas de melhoria da qualidade.

No presente ano lectivo estão inscritos cerca de 70 utentes na Resposta Social cATL – Centro de Actividades de Tempos Livres, repartidos entre 1º e 2º ciclos do ensino básico. As actividades desenvolvidas com estas crianças estende-se a uma profusa rede de parcerias, que envolvem entidades de diferentes áreas.
Tanto a necessidade de melhorar a oferta para esta franja da população, como a perspectiva adquirida pelo trabalho em parceria, motivaram a Fundação Benjamim Dias Costa a apresentar à Direcção Regional do Centro do Instituto Português da Juventude, IP um pedido de Licenciamento como Entidade Organizadora de Campos de Férias. O sucesso desta candidatura culminou na emissão de um Alvará com data de 23 de Abril de 2010 e a nova resposta permite à Fundação reorganizar a sua oferta ludico-educativa para os jovens.
Privilegiando parcerias entretanto estudadas e que terão como grande objectivo a educação para a ecologia, a fruição dos espaços naturais, as actividades ao ar livre, sem abandonar preocupações educativas e de formação humana essenciais, a actividade de Campos de Férias vem-se desenvolvendo de modo activo e crescente desde o ano lectivo de 2010/2011.